Boulevard > Apresentações Artísticas
 
Bairro de Campina em destaque no Sesc  
 

Campina é um bairro histórico, de fortes referências culturais, religiosas e históricas. Nele, estão cartões postais mais conhecidos da cidade como o Theatro da Paz, o Ver-o-Peso e a Estação das Docas, Igrejas e prédios da Bella Epoque. Mas, o que a Campina e o centro histórico de Belém, com suas edificações, ruínas e espaços antigos e atuais, tem a nos dizer sobre a história da cidade, as formas de morar e viver, os circuitos artísticos, a política e o direito à cidade? Esse e outros questionamentos serão abordados no Projeto Campina, realizado no período de 11 a 27/11, no Centro Cultural Sesc Boulevard e arredores. Toda a programação é gratuita.

Que processos históricos marcaram o desenvolvimento do bairro da Campina e da cidade e quais os desafios atuais para a vida artística e social nesse lugar de memórias? Para desenvolver essas provocações e pensar sobre o bairro e a cidade neste sábado (11), às 11h, a Profª Maria Goretti Tavares estará coordenando o roteiro geoturísticos “Igrejas”, fazendo a pé o Roteiro: Igreja das Mercês, Capela Nossa Senhora Bom Jesus dos Passos (Capela Pombo), Igreja do Rosário dos Homens dos Pretos, Igreja de Sant’Ana e Igreja Santo Antônio.

Na segunda (13), às 19h, será o Debate “Do nascimento da Campina à Belle Epoque”, com Bárbara Palha, Karol Gillet, Michel Pinho e Moema Bacelar. A Campina e seus casarões antigos e ruas estreitas tem muito a nos contar sobre a história da cidade e da vida social de uma época. Nessa roda de conversa serão relatados sobre os modos de morar e viver, os circuitos artísticos e as dinâmicas da escravidão urbana que se faziam presentes nesse bairro, trazendo à tona memórias e histórias de espaços físicos e simbólicos da época.

No dia 20/11 (segunda), também às 19h, será realizado mais um debate sobre “Centro histórico: Cenas artísticas e memórias da ditadura”, com Pedro Galvão, Raquel Cunha, Tony Leão e Venize Rodrigues. O centro histórico de Belém foi e é ainda hoje ambiente para a reunião de diversos artistas, vanguardistas e boêmios, que há anos constroem e movimentam a cena cultural da cidade. Mas pouco se fala que diversos espaços desse bairro de artes e histórias se relacionam também com a perseguição a estudantes e artistas no período da ditadura militar. Nessa roda de conversa será abordado sobre esses lugares e o movimento artístico e estudantil que marcou o período.

No sábado (25), às 9h, tem mais roteiro geoturísticos com o tema “Praças e largos”, passando pela Praça dos Estivadores, Largo das Mercês, Praça Barão do Guajará, Praça da República, Praça das Sereias, Praça Barão do Rio Branco, Praça da Trindade, entre outras. Os roteiros geoturísticos são uma realização do Grupo de Pesquisa em Geografia do Turismo (UFPA), coordenado pela Profª Maria Goretti Tavares.

Finalizando o projeto, na segunda (27/11), às 19h, será o debate “Direito à cidade: Viver hoje a Campina”, com Helena Tourinho, Joana Lima, Lucas Nassar e Makiko Akao. Com um rico patrimônio histórico, a maior feira ao ar livre da América Latina, uma diversidade de iniciativas culturais e independentes, uma população de rua crescente e distintos grupos com diferentes e/ou divergentes interesses, a Campina é um "centro" construído por margens, conflitos e desafios - e também repleta de potencial para construir uma cidade mais democrática e viva. Que desafios, iniciativas e possibilidades são essas? O que o bairro pode oferecer para a cidade e sua população? Qual o papel da arte e da cultura nesse debate?

Tendo como indutor a memória do lugar e suas relações com o espaço urbano, a Cia de Teatro Madalenas apresenta nos sábados (11 e 25/11) OUTRAS MEMÓRIAS, performances que fazem uso de ações físicas para recontar brevemente a história de dois locais significativos para a cidade de Belém: a Praça das Mercês e a loja Paris n’América.

 

 

SERVIÇO: 

Projeto Campina - Provocações para pensar o bairro e a cidade

Datas:

11/11 às 9h – Roteiro Geoturísticos Igrejas

13/11 às 19h – Roda de Conversa “Do nascimento da Campina à Belle Époque”

20/11 às 19h – Roda de Conversa “Centro histórico: Cenas artísticas e memórias da ditadura”

25/11 às 9h - Roteiros Geoturísticos Praças

27/11 às 19h – Roda de Conversa “Direito à cidade: Viver hoje a Campina”

 

Local para inscrições: Centro Cultural Sesc Boulevard (Boulevard Castilho França, 522/523 - em frente à Estação das Docas) 

Vagas Limitadas

Informações:   (91) 3224-5654 (Centro Cultural Sesc Boulevard)  

                         (91) 4005-9584 / 4005-9587 (Coordenação de Comunicação do Sesc no Pará )

sescboulevard@gmail.com  

www.sesc-pa.com.br  

Facebook: Sesc Boulevard 

Ilustração: Eve Almeida

 
 
Publicado em 09/11/2017
 

  Matérias Relacionadas:


SEDE ADMINISTRATIVA

Sesc - Serviço Social do Comércio
Av. Assis de Vasconcelos, nº 359 6º andar
Bairro Campina - CEP: 66010-010
Belém - Pará

 

Central de Atendimento: (91) 4005 - 9519
protocolo@pa.sesc.com.br

 

FALE COM O SESC


Serviço Social do Comércio — Departamento Regional do Pará       www.sesc-pa.com.br   Todos os direitos reservados